O Sargento Rubens Faccin, atualmente lotado na cidade de Santa Mônica, já perdeu a visão e a audição e precisa fazer exames caros para detectar a doença. (foto divulgação)

Policiais Militares fazem vakinha virtual para ajudar colega de trabalho doente

Policiais Militares da cidade de Loanda, pertencente a 3ª Companhia Independente de Polícia Militar (3ª CIPM) organizaram uma vakinha Virtual para ajudar um colega de trabalho que está doente e precisando realizar vários exames caros, que não são pagos pelo plano de saúde.

O Sargento Rubens Faccin, é de Paranavaí, mas atualmente está lotado na cidade de Santa Mônica, que também pertence a 3ª CIPM. Ele está internado no Hospital Metropolitano de Sarandi, há quase um mês, depois de sentir fortes dores na coluna e exames detectarem nódulos na cabeça e abdômen. A doença ainda não foi diagnosticada, mas o policial já perdeu a visão, a audição e parte dos movimentos de um lado do corpo. Precisa fazer exames complexos e de valor elevado, por isso, os amigos da corporação resolveram ajudar a arrecadar dinheiro para custear o tratamento.

O Sargento Valdir Severino Guedes é um dos organizadores da vakinha virtual. Segundo ele, teve a inciativa depois de visitar o amigo, juntamente com outros policias da mesma unidade, e saber que Faccin estava mal e precisaria realizar vários exames, um deles no valor de R$ 4 mil. “Ao sairmos da visita, me veio à mente que tínhamos que fazer alguma coisa para ajudar. Então, surgiu a ideia de uma rifa. Falei com um amigo que indicou o proprietário de uma gráfica, que fez a doação dos blocos e, chegando em casa, veio a ideia, juntamente com meu filho, de fazer a vaquinha online, que está sendo muito aceita graças a Deus”, explica o Sargento Guedes.

A vakinha foi criada na última terça-feira (20) e até a tarde desta quinta-feira (22), já havia sido arrecadado pouco mais de R$ 900,00, cerca de 6% do valor total, que é de R$ 15.000,00. Ainda de acordo com o Sargento Guedes, mesmo antes da criação da página para arrecadação online, policiais militares da 3ª CIPM de Loanda e do Comando Regional de Polícia Militar (CRPM), de Maringá, já haviam feito doações para custear os primeiros exames do amigo.

O sargento Faccin  é de Paranavaí e está há mais de 30 anos na Polícia Militar. 

 

Clique aqui para colaborar com a vakinha de custeio do tratamento do Sargento Rubens Faccin.

Você também pode ajudar com depósito em uma destas duas contas:

Banco do Brasil AG.8056-0 Conta: 29434-9 / Rubens Faccin

Caixa Econômica AG. 0399 / Operação 013 poupança / Conta 00091365-3 / Elizabete Silva Machado (esposa do Sargento Faccin)

 

Fonte: Portal da Cidade Paranavaí

Deixar Comentário

O seu endereço de email não será publicado.Itens necessarios estão marcados *

*