Foto: Fabiano Vaz Fracarolli

Lixo e entulho onde era uma rua

A esquina da Rua José Dato com a Rua João Bergamini, perto da Chácara da Catedral Maria Mãe da Igreja, região do Jardim Los Angeles (entrada para uma série de pequenas propriedades rurais), continua sofrendo com o acúmulo de lixo e entulho.
Embora uma antiga placa advirta para a proibição de jogar lixo, muita gente simplesmente ignora e se livra de qualquer coisa que não queira mais, ignorando os avisos e muitas vezes até deixando de utilizar um serviço público eficiente: a coleta regular de lixo.
Neste final de semana, por exemplo, aumentou o volume de lixo e entulho na margem da via. Margem é, na verdade, uma forma de expressão, já que o lixo se concentra na erosão que se formou no prolongamento da Rua José Dato, também conhecido como antiga Estrada São João, onde havia uma ponte sobre o Rio Paranavaizinho, destruída numa forte chuva em tempos não tão recentes.
Aliás, a via praticamente não existe e uma parte até foi incorporada por um criador de gado, que a utiliza como área de pasto. O registro é um alerta, já que lixo e entulho em locais inadequados são portas para a entrada e proliferação de insetos tais como o Mosquito Aedes aegypti, transmissor de doenças graves – Dengue, Febre Zika e Chikungunya.
Todos os anos Paranavaí e região vivem a ameaça de uma nova epidemia dessas doenças. São 43 casos confirmados em 2017, dos quais, 13 em Paranavaí. O alerta é sempre eliminar água parada, independente da quantidade.

Fonte: Diário do Noroeste

Deixar Comentário

O seu endereço de email não será publicado.Itens necessarios estão marcados *

*