Foto Reprodução

É hora da Copa! Saiba como proteger os cães dos barulhos de rojão

Da Redação:

Quem estava com saudades do clima de Copa do Mundo do ano passado já pode reviver os dias de jogos e polêmicas futebolísticas com a Copa América de 2019,cujo país sede será o Brasil e a Copa do Mundo de Futebol Feminino.

 

Mas se os fãs de futebol se divertem, muitos pets acabam sofrendo com a atmosfera de barulhos, dentre os quais rojões e gritos de gol. Em situações como esta, é muito comum ver gatos e cachorros com medo.

 

Tem um bichinho em casa e quer dicas para protegê-los em dias como estes? Reunimos algumas informações importantes para você.

Barulhos intensos são estressantes

Barulhos muito intensos, como os do estouro dos rojões, são bastante estressantes para os cães e gatos. E a mídia tem dado cada vez mais visibilidade para casos em que os pets chegaram a morrer por causa desses intensos ruídos, mostrando que é uma questão bastante comum e os tutores precisam estar atentos.

 

Não por acaso, algumas prefeituras estão tentando implementar os fogos silenciosos para ocasiões festivas, como as viradas de ano. Estes rojões são especiais e geram menos barulhos (eles têm mais efeitos visuais que sonoros). 

 

No entanto, em situações cotidianas, ainda é muito comum o uso dos rojões mais barulhentos. Torcedores de futebol, por exemplo, costumam estocá-los e a cada vitória do time de coração (ou derrota do rival) soltam os fogos para comemorar. Mas a alegria dos torcedores é, muitas vezes, motivo de medo para os pets.

Os cães ouvem melhor que os humanos

É muito comum ouvir que os cães possuem um aparelho auditivo muito sensível. E é verdade. Segundo alguns estudos, os cachorros costumam ouvir com muita clareza vibrações que são praticamente inaudíveis para nós humanos. Sons mais graves (como os dos rojões) são particularmente percebidos por esses animais.

Além disso, eles conseguem ouvir barulhos e outros ruídos que estão bem distantes deles. Por isso, eles realmente podem sofrer muito com os ruídos mais intensos e mesmo com gritos dos torcedores.

Gatos ouvem tão bem quanto cães

Embora a fama de bons ouvintes seja dos cachorros das mais diversas raças, os gatos também possuem aparelhos auditivos muito potentes. Segundo algumas estimativas, eles chegam a ouvir sons de alta frequência (agudos) com uma nitidez muito superior ao dos humanos, por exemplo.

Como proteger os pets

Os veterinários têm algumas recomendações para os tutores protegerem os pets desses barulhos mais intensos. Listamos algumas delas a seguir.

Algodão no ouvido

Uma dica muito frequente que os médicos dão, é colocar um pouco de algodão no ouvido dos cães e gatos. Com isso, os ruídos ficam um pouco mais abafados. Perdendo um pouco da intensidade, os sons também ficam menos estressantes para os bichinhos.

 

É importante deixar o algodão mais superficial, ou seja, é melhor evitar colocar a proteção muito dentro do canal auditivo, pois isso também pode acabar prejudicando a audição do seu pet.

Deixe-os em lugar seguro

Quando você perceber que os fogos estão começando, é muito importante manter os cães e os gatos em um lugar seguro dentro da sua casa. Evite deixá-los livres em quintais ou áreas em que podem fugir. Isso porque como eles se estressam muito com os barulhos, podem acabar se assustando e indo para a rua.

 

No entanto, para prevenir, é bom deixá-los com uma identificação, com o nome do tutor e telefone para contato. Se eles fugirem, ao menos a pessoa que os encontrar poderá te informar do paradeiro deles.

Evite prendê-los com coleiras

Outra dica muito importante é não deixar os pets presos e com coleiras. Ou seja, evite, a todo custo, prendê-los. Isso porque como eles ficam muito agitados e estressados, podem acabar fazendo movimentos mais bruscos e, em casos extremos, se enforcar.

Prepare um cantinho para abrigá-los

Outra orientação importante é preparar um cantinho confortável para abrigá-los. É válido colocar cobertores ou mantas mais grossas para forrar o chão. Também deixe por perto um brinquedo que eles gostem e um pouco de água.

 

De preferência, fique por perto do seu pet. Ele vai se sentir mais seguro ao ver a pessoa que ama e confia ao lado dele. Procure distraí-los com brincadeiras e não se esqueça de redobrar o carinho dado a eles.

 

Agora que você já sabe como proteger os seus cães e gatos durante eventos como a Copa América, é hora de separar o algodão e dar-lhes muito cuidado!

Deixar Comentário

O seu endereço de email não será publicado.Itens necessarios estão marcados *

*