Alunos de escolas em tempo integral de Paranavaí terão aulas de Educação Empreendedora

Professores das 10 escolas municipais que trabalham em período integral ou estendido estão participando do programa Educação Empreendedora do SEBRAE. No total, são 28 horas de capacitação divididas em três dias de curso. Os professores, que trabalham com turmas do 1º ao 5º ano, estão recebendo o treinamento gratuitamente e depois serão os multiplicadores do programa, desenvolvendo ações de empreendedorismo com todas as turmas das escolas em que trabalham.

 

“O SEBRAE trabalha muito para fomentar o empreendedorismo, fazer com que as pessoas despertem para empreender, e para ajudar na competitividade dos pequenos negócios, e avaliar se o ambiente (local onde a empresa está instalada) é favorável. Aí entra a Educação Empreendedora. Nossa intenção é fazer com que o ambiente da cidade seja um ambiente empreendedor. E nada melhor do que começarmos na base, com os nossos alunos”, avalia o consultor do SEBRAE, Wendel Gussoni.

 

Segundo Wendel, o projeto busca desenvolver nos alunos o espírito empreendedor desde cedo. “Sabemos que o brasileiro tem essa natureza de empreendedorismo, mas muitas vezes ele não recebe estímulo para isso. As pessoas passam por todo o ciclo de ensino, inclusive a faculdade, adquirindo conhecimento técnico. Se alguém faz Direito, por exemplo, ele aprende a ser um advogado. Mas quando ele abre um escritório de advocacia, essa passa a ser a empresa, o empreendimento dele, e muitas vezes ele não sabe como administrar isso. A ideia é começar a conversar desde cedo com as crianças sobre empreendedorismo, fazendo com que elas vivenciem isso já na sua vida pessoal, tendo iniciativas, responsabilidades, etc.”, frisa.

 

Todo o treinamento é dado pela pedagoga credenciada ao SEBRAE, Alessandra Serra. Ela conta que sonha com o momento em que sua filha, de apenas 6 anos, possa estudar em uma escola que oferece um programa de empreendedorismo. “Há algum tempo, fui chamada na escola da minha filha e a professora me passou uma avaliação sobre ela, dizendo que a Manu era uma criança que não tinha iniciativa, não se envolvia, não se socializava. A escola onde ela estuda tem todo o conteúdo normal, mas não tem um programa de Educação Empreendedora, que trabalha com a criança o estímulo comportamental, o senso crítico, o estímulo para a criação, para a iniciativa. A criança precisa disso, de oportunidade para se expressar, de ter boas relações interpessoais, ter autoestima, ter iniciativa, assumir responsabilidades”, destaca.

 

Para Alessandra, “o programa de Educação Empreendedora trabalha tudo isso. O SEBRAE tem o objetivo de desenvolver o município, sócio e economicamente, e não tem como esse desenvolvimento acontecer se não for através das pessoas. São as pessoas que moram aqui que vão desenvolver a cidade, e aí a Educação entra como parceira para ajudar na formação de cidadãos empreendedores”.

 

A capacitação com os professores começou nesta sexta-feira (24) e terá ainda outros dois dias de realização: 2 e 3 de março. O treinamento acontece durante todo o dia na sede do SEBRAE de Paranavaí. A previsão é de que as aulas sobre Educação Empreendedora na rede municipal comecem em março.

 

 

Fonte: Secretaria de comunicação Social-Prefeitura de Paranavaí

 

 

Deixar Comentário

O seu endereço de email não será publicado.Itens necessarios estão marcados *

*