AERONÁUTICA COMEÇA A INVESTIGAR QUEDA DE AVIÃO

A Aeronáutica começou a investigar nesta quinta-feira (21) as causas do acidente envolvendo um monomotor e uma Kombi em Warta, distrito de Londrina, no norte do Paraná, que matou seis pessoas.
Toda a área, na rodovia Carlos João Strass, está isolada. Avião e Kombi permanecem no local, intactos desde o acidente, para que técnicos avaliem o que pode ter motivado a queda.
No local, é possível ver latas de tinta, mochilas e botas, por exemplo. Os objetos faziam parte do trabalho das seis vítimas, todas da Kombi, que atuavam em uma empresa de pintura. Eles iam de Bela Vista do Paraíso para Londrina, por volta das 17h, quando foram atingidos pelo monomotor.
Entre os oito trabalhadores que estavam no carro, cinco morreram na hora – Rodolfo Florêncio Fagundes, Renan Florêncio Fagundes, Flávio Tosi, Cleverson Henrique Pereira e Odirley de Oliveira Inácio. Luis Carlos Silva morreu no hospital, durante a madrugada.


Alex Carlos de Brito permanece internado no Hospital Universitário de Londrina, em estado grave, porém estável, de acordo com o próprio hospital. Diógenes Gomes Fagundes está na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Evangélico, também em estado grave.
O piloto do avião, Bruno Nobre, também internado no HU de Londrina, está consciente e fora de perigo. Ele tinha vasta experiência e a documentação em dia, conforme a empresa dona do avião, a Viagro Vidotti, especializada na pulverização de plantações. O avião, diz a responsável, também estava com as revisões em dia.

Casa Grande Acabamentos

Deixar Comentário

O seu endereço de email não será publicado.Itens necessarios estão marcados *

*