Para o ex-prefeito, 2018 oferece a “possibilidade de deixar este cenário para trás” e por isso “será um dos anos mais importantes das últimas décadas.

Lorenzetti se diz otimista e que 2018 será um dos anos mais importantes das últimas décadas

Em vídeo postado em suas redes sociais, o ex-prefeito e pré-candidato a deputado federal Rogério Lorenzetti (PSD), diz que este “foi um ano difícil, com uma severa crise econômica, política e ética”, que exigiu que os brasileiros usassem sua “incrível capacidade de superar grandes desafios, com trabalho, dedicação e criatividade”.

            O ano de 2018, no entanto, na avaliação do ex-prefeito, será melhor. Isto não significa, no entanto, que a capacidade do brasileiro vencer desafios não será testada. Na sua mensagem de fim de ano, ele lembra que o próximo ano serão realizadas as primeiras eleições gerais desde que a Operação Lava Jato atingiu a classe política.

            Referindo-se a Lava Jato, Lorenzetti diz que a operação revelou ao país “os traidores do voto popular, os que enriqueceram com dinheiro público e os que usaram sua influência e o mandato conferido pelo povo para benefício próprio. A Lava Jato descortinou um espetáculo horrível que acontecia nos bastidores de Brasília de desrespeito ao eleitor e ao dinheiro público”.

            Para o ex-prefeito, 2018 oferece a “possibilidade de deixar este cenário para trás” e por isso “será um dos anos mais importantes das últimas décadas. Ele oferece a oportunidade de renovar as esperanças, reconquistar a dignidade e o orgulho de ser brasileiro”.

            Contribui para o otimismo do pré-candidato à Câmara Federal o fato de a economia já dar sinais de recuperação, a mudança, ainda que muito lenta, da política (“o fim do financiamento empresarial é um dos sinais da reforma política que precisa a se aprofundar”) e os movimentos contra a corrupção. Lorenzetti assinala que “cabe a nós, brasileiros, acabar em definitivo com a crise ética, tirando do poder os corruptos que atuam nos executivos e legislativos e pressionando a quem de direito a tirar do judiciário o que têm envergonhado a toga que deveriam honrar”.

            “Estou muito confiante em 2018. Confiante, otimista e esperançoso”, enfatiza o ex-prefeito, que espera de 2018 um ano de “realizações, de reconstrução, de revitalização da economia e di retorno da ética ba vida pública.

 

Fonte: Assessoria de imprensa

 

Deixar Comentário

O seu endereço de email não será publicado.Itens necessarios estão marcados *

*