Homem é preso em Paranavaí acusado de estupro

Na noite de anteontem a Polícia Militar prendeu um homem de 44 anos, acusado de estupro. Ele nega o crime, mas acabou autuado em flagrante. A denúncia é de uma mulher de 32 anos, que foi socorrida na rua por populares. Já na presença de policiais, ela relatou a violência que teria sofrido.
O episódio se deu na Avenida Belo Horizonte, centro de Paranavaí. Inicialmente uma testemunha chamou a Polícia por volta das 22 horas, relatando que encontrou uma mulher correndo na rua e com dois homens a perseguindo.
Diante do fato, a mulher detalhou que estava na casa de um amigo e, em determinado momento, quis ir embora, quando um homem se ofereceu para acompanhá-la.
Este acompanhante teria dito que passaria na casa onde mora. Já neste local, afirma, o suspeito agrediu a mulher e a despiu, na tentativa de manter relações sexuais. Ainda conforme as declarações, ela conseguiu fugir para a rua pulando o muro da residência, quando pediu ajuda.
RELATO – Com o depoimento, a equipe policial fez buscas nas proximidades e viu dois homens correrem para dentro da casa indicada pela mulher. Em um dos quartos os policiais encontraram as roupas, um par de calçado, e uma bolsa com os documentos pessoais da denunciante.
Baseados nas circunstâncias e no testemunho, os policiais deram voz de prisão aos homens, encaminhados para a Delegacia de Polícia Civil.
A PM complementa que foi necessário o uso de algemas, pois os suspeitos resistiram à prisão. A mulher apresentava hematomas no braço e na perna esquerda.
Já na Delegacia um dos homens, de 28 anos, depôs na condição de testemunha. Já o suspeito de 44 anos foi autuado em flagrante, devendo permanecer preso até análise do flagrante pela Justiça.
Um policial antecipou que a mulher foi submetida ao exame de corpo de delito. Também haverá exame de conjunção carnal que poderá confrontar as versões e reforçar ou não a tese de violência sexual.
O homem nega veementemente o crime. Diz que nada aconteceu e também desconhece o que possa ter provocado os ferimentos apresentados pela mulher.

 
 
 
 Fonte: Jornal Diário do Noroeste

Deixar Comentário

O seu endereço de email não será publicado.Itens necessarios estão marcados *

*