Comerciantes de Paranavaí estão otimistas com as vendas para o Natal

Os enfeites natalinos começam a fazer parte da decoração em lojas de Paranavaí. O clima de festas vai tomando conta do comércio e deixando os empresários animados.
 
O presidente da Associação Comercial e Empresarial de Paranavaí (Aciap), João Roberto Viotto, disse acreditar que as vendas aumentarão até 25% em relação ao mesmo período do ano passado.
 
A expectativa tem como base os resultados registrados em outras datas comemorativas ao longo de 2016: Dia das Mães, Dia dos Namorados e Dia dos Pais.
 
Outro incentivo para os consumidores prestigiarem o comércio de Paranavaí é a abertura em horário diferenciado. A partir de hoje, as lojas do centro e dos bairros terão expediente estendido.
 
O calendário comercial prevê jornada de trabalho das 9s às 22h de segunda a sexta-feira; e das 9h às 17h aos sábados, inclusive no dia 24, véspera de Natal.
 
Gerente de uma loja de roupas, Érica Sanches demonstrou entusiasmo. “As expectativas são as melhores possíveis. Dezembro já começou com força total.”
 
Com a abertura da loja à noite, o desempenho deverá ser ainda mais positivo, principalmente nos quatro dias que antecederão o Natal. “O movimento é constante e vai melhorando a cada dia”.
 
De acordo com Érica, os itens mais procurados até agora são calças e bermudas jeans. Mas não faltam clientes procurando por camisetas e blusinhas.
 
Na empresa de Maria Cristina da Cruz, a expectativa é elevar as vendas em 20% na comparação com o Natal de 2015. “Por enquanto está tranquilo, mas a partir do dia 15 começa a melhorar”.
 
Ela garantiu que preços acessíveis e qualidade vão ser os principais atrativos para os consumidores. “Investimos em marcas e modelos [de calçados] diferenciados”.
 
Na loja de variedade em que Fernando Moreira Borges é gerente, o movimento de clientes não para. O setor de enfeites natalinos é o mais concorrido, mas as utilidades domésticas e outros itens também chamam a atenção.
 
O cálculo dele é otimista: 20% mais vendas do que no ano passado. A aposta para alcançar esse percentual? “Temos mais variedades e mais quantidade”.
 
A avaliação de Borges é que as pessoas estão gastando menos, por causa da crise econômica que o país enfrenta. Mesmo assim, os últimos dias antes do Natal deverão ser de grande movimento.
 
Fonte: Diário do Noroeste

Deixar Comentário

O seu endereço de email não será publicado.Itens necessarios estão marcados *

*