Imagem/Fabiano Vaz Fracarolli/Arquivo/Diário do Noroeste

Vereador Aldrey Azevedo desiste de pleitear presidência da Câmara

O vereador Aldrey Azevedo (PTB) não será candidato a presidente da Câmara de Paranavaí. A informação foi confirmada por ele ao Diário do Noroeste ontem à tarde, alegando razões profissionais, já que teria que deixar de advogar enquanto estivesse na presidência. “Sou advogado há 22 anos”, justifica.
 
Sobre seu voto na eleição da mesa, diz que vai analisar as chapas após as inscrições e, dependendo da conjuntura, pode não votar em ninguém. 
Com a saída de Aldrey Azevedo, abrem-se novas possibilidades, já que no começo desta semana havia uma tendência de polarização entre ele e o vereador José Galvão (PR). 
 
Vereador por quatro gestões e com a experiência obtida em outras tentativas de chegar à presidência do Legislativo, Galvão tem preferido a discrição e não crava a candidatura. 
 
Informa que tem um grupo com sete dos dez vereadores eleitos e que deste “time” deve sair o nome para a disputa. Também são citados os estreantes Lucas Barone (PMDB) e o campeão de votos do último pleito, médico Leônidas Fávero. 
 
O debate ainda deve render muitos capítulos, pois o prazo para registro de chapas será aberto com a diplomação dos eleitos, prevista para 15 de dezembro.  
 
A partir daí, os vereadores têm até o último dia de expediente do ano na Câmara para formalizar chapas, indicando os nomes do presidente, do vice, além de 1º e 2º secretários. 
 
São dez legisladores e, uma vez inscrito, o candidato não pode mudar de chapa, mas apenas ser substituído. A reunião de abertura do ano legislativo, em 1º de janeiro, será presidida pelo vereador mais votado – Doutor Leônidas. Ele dará posse ao prefeito eleito,  Delegado Caíque, e depois conduz a eleição da mesa diretora.
 
 

Fonte: Diário do Noroeste

O vereador Aldrey Azevedo (PTB) não será candidato a presidente da Câmara de Paranavaí. A informação foi confirmada por ele ao Diário do Noroeste ontem à tarde, alegando razões profissionais, já que teria que deixar de advogar enquanto estivesse na presidência. “Sou advogado há 22 anos”, justifica.
 
Sobre seu voto na eleição da mesa, diz que vai analisar as chapas após as inscrições e, dependendo da conjuntura, pode não votar em ninguém. 
Com a saída de Aldrey Azevedo, abrem-se novas possibilidades, já que no começo desta semana havia uma tendência de polarização entre ele e o vereador José Galvão (PR). 
 
Vereador por quatro gestões e com a experiência obtida em outras tentativas de chegar à presidência do Legislativo, Galvão tem preferido a discrição e não crava a candidatura. 
 
Informa que tem um grupo com sete dos dez vereadores eleitos e que deste “time” deve sair o nome para a disputa. Também são citados os estreantes Lucas Barone (PMDB) e o campeão de votos do último pleito, médico Leônidas Fávero. 
 
O debate ainda deve render muitos capítulos, pois o prazo para registro de chapas será aberto com a diplomação dos eleitos, prevista para 15 de dezembro.  
 
A partir daí, os vereadores têm até o último dia de expediente do ano na Câmara para formalizar chapas, indicando os nomes do presidente, do vice, além de 1º e 2º secretários. 
 
São dez legisladores e, uma vez inscrito, o candidato não pode mudar de chapa, mas apenas ser substituído. A reunião de abertura do ano legislativo, em 1º de janeiro, será presidida pelo vereador mais votado – Doutor Leônidas. Ele dará posse ao prefeito eleito,  Delegado Caíque, e depois conduz a eleição da mesa diretora.
 
 

Fonte: Diário do Noroeste

Deixar Comentário

O seu endereço de email não será publicado.Itens necessarios estão marcados *

*