Sindicato quer que os candidatos assumam compromisso de valorização da categoria.

Sinserpar convidará candidatos a prefeito a expor planos de governo aos servidores

O Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Paranavaí (Sinserpar) vai convidar os cinco candidatos a prefeito para uma conversa com a categoria. “A ideia é ter uma conversa franca com todos os candidatos. Não é um debate. Mas uma oportunidade para que todos possam livremente e sem aquela pressão dos debates, expor seus planos de governo”, anunciou o presidente do Sindicato, Gabriel Luiz dos Santos.Já há algumas semanas o Sindicato vem se mobilizando para ter uma participativa ativa nas eleições deste ano. “Não adianta a gente ficar reclamando pelos cantos, temos que participar do processo, fazer com que os candidatos assumam compromissos com a categoria. E depois, com respeito, mas com firmeza, cobrar os compromissos assumidos”, diz Santos.

Aos servidores, o Sindicato já distribuiu a informação sobre o assunto. No comunicado diz que a entidade “quer entender as pretensões dos candidatos, avaliar as propostas e contribuir com a construção de planos de Governo”.

Para a “roda de conversa”, nome da promoção, que acontecerá no auditório da ACIAP, serão convidados diretores do Sinserpar e representantes das categorias profissionais. Considerando a participação dos candidatos e assessores, o número de pessoas presentes no auditório não vai ultrapassar a 50. “Estamos pedindo autorização e orientação à Vigilância Sanitária para realização deste evento e serão obedecidas todas as orientações de enfrentamento à pandemia do novo coronavírus, a Covid-19, como a obrigatoriedade do uso de máscaras, o distanciamento e a disponibilização do álcool em gel para as mãos”, garante o presidente.

EXTREMA IMPORTÂNCIA – Para Gabriel dos Santos esta roda de conversa é “extremamente importante”, diante das mudanças que estão ocorrendo no país, especialmente alguns direitos que os servidores públicos estão em vias de perder. “Temos vários temas de interesse da categoria, como insalubridade, valorização, carga horária, mas certamente, neste momento, dois assuntos têm interesse especial: a previdência e a reforma administrativa”.

O presidente diz que o sindicato não é uma entidade política, “mas o atendimento às nossas reivindicações passa pelos caminhos políticos. Então, é nossa obrigação acompanhar este processo e orientar a categoria de quem está comprometido com as nossas causas. E é isso que vamos fazer”.

A roda de conversa começa no dia 14 com o candidato Demerval Silvestre. Depois pela ordem, a programação é a seguinte: dia 15, César Alexandre; dia 16, Eduardo Dal-Prá; dia 19, Carlos Rossato e dia 20, Marcos Aurélio.

 

Fonte: Assessoria de Imprensa

Leave a Reply