Imagem da Internet

Preso com bala de pistola no bolso

Um homem de 34 anos foi preso na noite desta quinta-feira em Paranavaí. O delito: estava com um carregador de pistola Ponto 40 com 15 munições intactas. E o pior: ele foi preso porque momentos antes portava um canivete, ameaçando pessoas num bar. Daí, originou a denúncia que vai gerar muita dor de cabeça, além da prisão em flagrante.
A lei 10.826/2003, conhecida como Estatuto do Desarmamento, prevê pena de até quatro anos de reclusão para quem for pego portando munições de arma de fogo. 
No caso concreto, um complicador, pois se trata de munição de arma de uso restrito, isto é, apenas pelas forças armadas, instituições de segurança pública e de pessoas físicas e jurídicas habilitadas, devidamente autorizadas pelo Comando do Exército, de acordo com legislação (artigo 11 do Estatuto do Desarmamento).
Tanto que a delegada de plantão, Fernanda Bertoco, autuou o homem em flagrante. Caracteriza-se crime inafiançável na esfera policial. A fiança e liberação do suspeito só podem ser concedidas pelo Poder Judiciário. 
A situação virou caso de polícia, plantão da PM encerrado na manhã de ontem, quando uma pessoa solicitou a presença das equipes em um bar, pois o homem estava no local ameaçando pessoas com um canivete. A arma branca não foi encontrada, porém, na revista pessoal os policiais encontraram o carregador Taurus, de cor preta, PT 840, além de um porta carregador. 
FURTO NO MERCADO – Uma mulher de 46 anos foi encaminhada para a Delegacia de Polícia de Paranavaí por causa de furto de alguns itens num supermercado da cidade. 
Conforme os registros da Polícia Militar, ela foi flagrada tentando levar sabonetes, desodorante, creme dental, um vidro de azeite, duas batatas, um chocolate Nutella, dois chinelos e uma toalha.
Conforme alerta a Polícia, esses crimes (furtos simples), que parecem insignificantes podem resultar em prisão em flagrante. No caso dessa mulher de 46 anos, a delegada Fernanda Bertoco arbitrou fiança, com posterior pagamento e liberação. A pena para esse crime (furto simples) é de um a quatro anos de cadeia.

Fonte: Diário do Noroeste

Deixar Comentário

O seu endereço de email não será publicado.Itens necessarios estão marcados *

*