O Departamento de Trânsito do Paraná (Detran) implanta, pela primeira vez, no interior do Estado uma unidade recursal da Junta Médica e Psicológica (Jump). Foto: Arquivo Detran/PR

Interior do Estado agora tem Junta Médica e Psicológica de Trânsito

O Departamento de Trânsito do Paraná (Detran) implanta pela primeira vez no Interior do Estado uma unidade recursal da Junta Médica e Psicológica. Agora, o candidato que não concordar com os resultados dos exames de avaliação psicológica ou de aptidão física e mental, que fazem parte do processo para obter a Carteira Nacional de Habilitação (CNH), pode recorrer a uma segunda avaliação no município de Sarandi.

O atendimento recursal é gratuito e pode ser solicitado em todas as unidades do Detran. Os primeiros usuários já estão agendados para a próxima semana. Nos próximos meses, o Detran vai expandir o atendimento recursal com mais três unidades de cada junta, separadas por polos, nas cidades de Apucarana, Cascavel e Francisco Beltrão.

“Antes, os interessados só podiam recorrer a uma nova avaliação na sede do Detran em Curitiba. Nossa intenção é descentralizar o serviço e evitar que os usuários precisem viajar, ter gastos com transporte e hospedagem”, destaca o diretor-geral do Detran, Marcos Traad.

Em julho deste ano, o Detran implantou duas juntas médicas e duas psicológicas em Curitiba. Com novos locais para recursos, o trabalho está mais rápido. O tempo de espera pela análise dos recursos da avaliação psicológica passou de oito meses para 15 dias, uma queda de 93%. No caso dos exames médicos, o tempo era de 120 dias e caiu para 45 dias, uma redução de 62,5%.

“A Junta Médica e Psicológica proporciona uma melhora na qualidade do atendimento em todo o Estado, uma vez que as demandas dos serviços são redistribuídas”, explica a psicóloga da Divisão de Medicina e Psicologia do Detran, Carine Côas.

Prevista pela resolução 425 do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), a Junta Médica e Psicológica é composta por três médicos e três psicólogos especialistas em trânsito.

PROCEDIMENTO – O candidato tem um prazo máximo de 30 dias para recorrer, a contar da data que foi lançado o resultado do primeiro exame. O pedido para a reavaliação deverá ser feito por escrito, em qualquer unidade do Detran. Em seguida, o requerimento irá para análise da Divisão de Medicina e Psicologia na sede do Detran/PR.

Se o pedido for deferido, o contato é feito por telefone, informando a data e horário de comparecimento a Junta Médica e Psicológica mais próxima. A avaliação psicológica é composta por entrevista, com duração aproximada de uma hora, seguida de testes psicológicos, com duração aproximada de duas horas. O exame de aptidão física e mental e o exame especial são compostos de anamnese e exame físico completo, além da análise de pareceres e exames trazidos pelo candidato. A duração média é de 20 minutos.

O resultado do exame pode ser consultado no site www.detran.pr.gov.br, na opção “motorista”, na aba “veja o resultado de seus exames”. Mais informações podem ser solicitadas pelo telefone(41) 3361-1015(41) 3361-1015.

SARANDI – O horário de atendimento, em Sarandi, para o exame de avaliação psicológica é das 8h às 18h. Para o exame de aptidão físico e mental o funcionamento é das 12h às 17h. A Ciretran da cidade fica na Avenida Antônio Volpato, 450, Jardim Europa.

Saiba mais sobre o trabalho do Governo do Estado em:

www.pr.gov.br e www.facebook.com/governopr

Deixar Comentário

O seu endereço de email não será publicado.Itens necessarios estão marcados *

*