Imagem da Internet

Ex-prefeito rebate que obra foi inaugurada sem estar pronta

O ex-prefeito de Paranavaí, Rogério Lorenzetti, rebateu a informação de que o Posto de Saúde da Zona Leste foi inaugurado sem estar pronto. “Basta ver os jornais da época. Não houve inauguração, apenas uma homenagem ao patrono da UBS”, disse ele. 
A situação daquele Posto de Saúde foi mencionada pelo vereador Leônidas Fávero (PPS) que, ontem à noite, iria apresentar na sessão da Câmara projeto proibindo a inauguração de obras públicas inacabadas em Paranavaí.
Fávero citou o Posto de Saúde da Zona Leste, ao lado da Guarda Mirim, como um exemplo de obra inaugurada, mas que não não foi aberta ao público. 
Rogério Lorenzetti explicou que na época, as condições climáticas não permitiram a conclusão da obra. “Havíamos acertado com a empreiteira que ela seria terminada até o final do ano. Por isso, mandamos fazer a placa de inauguração e convidamos a família do Dr. Jaffer Felício Jorge, que daria o nome àquela UBS (posto de saúde) para a cerimônia, que acabou não acontecendo”, explicou Lorenzetti.
A assessoria do ex-prefeito divulgou texto publicado no Diário do Noroeste, na época, sobre o assunto. “Porém, como a família do homenageado já havia se deslocado até Paranavaí, uma singela homenagem na presença do corpo médico da unidade, servidores públicos e familiares, o prefeito Rogério Lorenzetti e o secretário de Saúde do município reuniram todos para prestar alguns agradecimentos”. Este texto consta de subtítulo em matéria sobre a inauguração da Unidade Básica de Saúde Willy Geraldo Brandalise, na Coloninha, no dia 29 de dezembro do ano passado.
O ex-prefeito também esclareceu que a placa de inauguração foi colocada no local porque já estava pronta. “O que faria com ela? Jogaria fora? É um bem público e a previsão era de inauguração. Tínhamos que encomendar a placa com antecedência. A placa é um detalhe insignificante. Se a questão é essa, é só retirar a placa. Aliás, segundo informações o prefeito já determinou a sua retirada”, explica Lorenzetti.
O ex-prefeito Rogério Lorenzetti afirma que às vezes, “infelizmente, a obra não é concluída dentro do prazo e acaba atrasando muito”. Ele cita a própria UBS da Zona Leste como exemplo. “Deixamos ela com 90% construída e ainda não foi concluída. E não deve ser culpa do prefeito. Geralmente envolve empreiteira, que atrasa, às vezes abandona a obra, outras querem mexer no valor, enfim é obra pública e tem seus problemas”, alerta o ex-prefeito.

Fonte: Diário do Noroeste

Deixar Comentário

O seu endereço de email não será publicado.Itens necessarios estão marcados *

*