ESTATÍSTICA DA PM APONTA REDUÇÃO NO NÚMERO DE ROUBOS E INDICA QUE CELULAR É O ALVO PRINCIPAL NOS ASSALTOS

Segundo o levantamento realizado pelo setor de estatística do 8º Batalhão de Polícia Militar, o número de roubos ocorridos no mês de abril deste ano (2016) foi menor que o registrado no mesmo mês do ano anterior (2015). O celular é o principal objeto roubado pelos assaltantes.

No ano passado foram registrados 77 roubos durante o mês de abril na área total do 8ºBPM que abrange 22 municípios, sendo que 34 dos roubos foram realizados em Paranavaí. Já neste ano, no mesmo mês, foram registrados 43 nos 22 municípios, sendo que 19 foram em Paranavaí. Os índices apontam redução em 56 % na área total e também 56% na cidade Paranavaí.

O que mais chama atenção nesses números, é que a maioria dos roubos acontecem em via pública (na rua) e o celular totalizou 74% das ocorrências de roubo. Dos 19 roubos realizados em Paranavaí no mês de abril deste ano, 14 foram de celular. Para coibir esses crimes é necessária a participação da população na prevenção, na denúncia dos autores ou de pessoas suspeitas vendendo aparelhos celulares de origem duvidosa.

ORIENTAÇÕES
• Não andar sozinho à noite, ou em lugares sem movimentação de pessoas de forma displicente;
• Ao usar o aparelho celular, ter atenção ou tentar evitar seu uso em vias públicas, pois esse cuidado poderá prevenir a ação de pessoas mal intencionadas que esperam uma oportunidade fácil para cometer o delito.
• Ficar atento. Normalmente a ação do criminoso é muito rápida, pois eles utilizam meios de locomoção que permitem maior agilidade, como a bicicleta e a motocicleta, pegando a vítima desprevenida na maioria das vezes.
• Quando existir suspeita da iminência ou quando ocorrer o crime, é necessário que a pessoa avise a Polícia Militar pelo número 190 o mais rápido possível, repassando as características dos indivíduos para que os mesmos sejam localizados.
• É importante que os celulares estejam cadastrados e atualizados por meio de aplicativos de rastreamento para facilitar sua localização. Hoje há inúmeros aplicativos que facilitam o rastreamento que podem ser baixados nos celulares.
• Nas ocorrências de roubo a Polícia Militar tem dificuldades para localizar o aparelho, pois a vítima esquece a senha do e-mail usada para entrar no “Google Play” ou de acesso ao sistema Android do celular. O ideal é que a pessoa mantenha essa senha anotada em local seguro.
• O proprietário do celular precisa ter anotado em local seguro o número do IMEI do aparelho. Essa informação vem na caixa e pode ser incluído na nota fiscal no momento da aquisição, ou ainda, digitando no teclado do aparelho *#06#. Com o número do IMEI é possível bloquear o aparelho ligando para a operadora e ainda repassar para polícia fazer as diligências.


Fonte: 2º Tenente Leônidas Vinício Borges dos Santos
Oficial respondendo pela seção de comunicação Social 8ºBPM
Por: Soldado Luiza Perotti
Auxiliar de Comunicação Social 8ºBPM

apoio

Deixar Comentário

O seu endereço de email não será publicado.Itens necessarios estão marcados *

*