Empresa oficializa abertura de indústria de energia fotovoltaica em Paranavaí

A manhã desta quarta-feira (30) foi de boas notícias para Paranavaí. Em meio a incertezas e crises que o Brasil vive, a capital do noroeste do Paraná recebeu a confirmação de empresários da Balfar que a cidade vai abrigar uma das empresas mais promissoras da área de energia fotovoltaica. Com capital de giro superior a R$ 100 milhões, a empresa procura sócios para expandir os negócios por todo o país.

“Queremos adquirir a confiança de Paranavaí. Essa empresa poderia ter sido feita em diversos lugares, mas escolhemos aqui pela dedicação do prefeito Rogério Lorenzetti para que tudo corresse bem. Somos uma indústria séria e visamos a expansão do comércio no noroeste do estado. Estamos abertos para parcerias e contamos com a vinda de novos sócios para impulsionarmos ainda mais este setor. Sempre devemos buscar o progresso e acreditar em nossos empreendimentos. Será uma grande novidade para a cidade e pretendemos atender todo o Brasil”, disse o empresário responsável pela indústria, Antônio Bárbara.

O prefeito Rogério Lorenzetti enalteceu o trabalho dos empresários e disse que a cidade tem muito a ganhar com a nova indústria. “Essa é uma data histórica para Paranavaí. A fábrica de alta tecnologia tem um potencial muito grande e vai agregar a economia local. Uma empresa inovadora como essa pode marcar época na cidade e beneficiar inúmeras pessoas, proporcionando novos empregos e ajudando no crescimento de Paranavaí. Temos que agradecer a coragem e o esforço dos empresários por levarem o projeto a sério e concretizarem este grande empreendimento”, afirmou Lorenzetti.

Com os barracões organizados e os valores inicias já pagos, o empresário afirmou que a indústria já é uma realidade. “Já acertamos os valores necessários (30% do valor total) para garantir que nada atrapalhe. Agora não tem mais volta, os serviços já estão garantidos. As máquinas devem chegar em aproximadamente quatro meses, enquanto os serviços devem ser iniciados em seis meses”, enfatizou Bárbara.

Paranavaí, por ter a maior incidência de raios solares no Paraná, tem um potencial energético muito apurado e isso pode atrair novos investimentos. “A Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica), que regula a exploração de energia elétrica no Brasil, fez resolução normativa (nº482/2012) que facilita e fomenta a exploração desta energia alternativa. Segundo as novas regras, que começaram a valer a partir de 1º de março de 2016, é permitido a criação de miniusinas consorciadas ou cooperadas podendo ser gerados créditos pela energia gerada em até 60 dias, ou seja, a energia produzida e gerada crédito aqui em Paranavaí, poderá ser abatida em qualquer outro imóvel do Estado. Sendo assim, essa resolução favorece nosso município que deve atrair investidores e consumidores que explorarão essa nossa potencialidade”, disse o secretário da Sedectu, Carlos Henrique Scarabelli (Kaká).

O vice-presidente da Associação Comercial (Aciap) de Paranavaí, Guto Costa, garantiu o apoio da instituição na luta por novos empreendimentos na cidade. “A Aciap sempre estará com as portas abertas para recebermos empresários e investidores que vão proporcionar novos horizontes a nossa cidade. O Brasil está em uma situação difícil e Paranavaí continua recebendo boas notícias. Ficamos felizes por essa indústria ser oficializada na gestão do prefeito Rogério Lorenzetti, que nunca mediu esforços para que tudo fosse concretizado com rapidez. Esse dia, esse novo passo rumo ao progresso fica marcado na história da cidade”, garantiu Costa.

Para mais informações sobre a Balfar Solar, empresa responsável pela construção da fábrica, basta entrar em contato no número 3029-3655. Por enquanto, a sede da empresa está localizada em Maringá.

Fonte: Prefeitura de Paranavaí

parceiros 01

Leave a Reply