Imagem da Internet

Dono do som não concorda com as regras e o pau quebrou na vila rural

Uma equipe da Polícia Militar foi chamada para intervir no que seria mais uma denúncia de perturbação de sossego, resolvida na base da conversa e do bom senso. Não foi bem assim.
De acordo com os registros do plantão, o dono do som de um Fusca 1500 não concordou em acabar com a audição musical, resistindo de todas as formas aos pedidos.
O episódio se deu na rua principal da Vila Rural Santa Mônica, do Distrito de Graciosa. Os policiais narram que o proprietário estava embriagado, não quis acordo e também não concordou em entregar as chaves do carro. 
Já com reforço da Rotam e de outras equipes, os policiais da ocorrência tiveram que intervir com energia para coibir o desacato e a resistência. Neste momento a coisa piorou. Outro participante da “festa”, igualmente acusado de estar embriagado, avançou contra os policiais, armado de um facão. 
O saldo: os dois homens, 22 e 25 anos, foram detidos. O carro, a aparelhagem de som, um canivete e o facão acabaram apreendidos. Neste sábado pela manhã a reportagem não conseguiu contato com a Delegacia de Polícia para obter detalhes sobre os desdobramentos legais.  
PRESO POR FURTO – Pouco antes dessa denúncia de perturbação, a PM deteve um homem de 35 anos, acusado de furto. Ele foi abordado na Rua Martins Silvério, Jardim Ipê, após a informação de um furto, flagrado por câmeras de segurança. 
Suas características coincidiam com as do suspeito, porém, nenhum objeto levado estava em seu poder. No entanto, acabou confessando a autoria e foi levado à DP, onde houve a autuação pelo crime de furto. 

Fonte: Diário do Noroeste

Deixar Comentário

O seu endereço de email não será publicado.Itens necessarios estão marcados *

*