Imagem ilustrativa

Criação do curso de Direito está em análise na Unespar

Estão em tramitação interna as análises sobre a viabilidade para implantação do curso bacharelado em Direito pela Universidade Estadual do Paraná (Unespar), no campus de Paranavaí. Uma comissão assessora foi instituída pela reitoria com o objetivo de avaliar os aspectos pedagógicos e administrativos do projeto.

Os professores Irene Brzezinski Dianin e Daniel Matheus Gomes foram os responsáveis por visitar o campus a fim de discutir a proposta do novo curso e subsidiar o parecer emitido para a Pró-reitoria de Ensino de Graduação (Prograd) e demais pró-reitorias da instituição. “O relatório pode vir a ensejar ajustes por parte do Centro de Área e Campus proponentes. Procedidos os ajustes necessários a proposta poderá ser pauta dos conselhos superiores que possuem a responsabilidade de votar pela criação ou não do curso”, detalha o pró-reitor, Mário Cândido de Athayde Júnior.

A proposta é um anseio antigo da comunidade de Paranavaí e região. O diretor do campus, professor Elias de Souza Júnior, lembrando o projeto elaborado e apresentado para a reitoria, salienta que já existe uma estrutura disponível que possibilita a criação do curso.

Segundo o diretor, a princípio não existirá impacto financeiro para a instituição. “O corpodocente do campus é capaz de atender as demandas e inicialmente não será necessário ampliar o número de professores. Como o curso será diurno, temos salas suficientes para acomodar as turmas e já dispomos de espaço para instalação do Núcleo de Prática Jurídicas, para realização de simulados, entre outros”, afirma.

Museologia – Outro processo para criação de curso envolve o campus de Curitiba I. Em fase um pouco mais adiantada, a universidade estuda o projeto apresentado para o curso de Museologia. A Prograd já emitiu parecer favorável à proposta, mas continua em discussão em outras instâncias da universidade.

Prioridades – As propostas dos novos cursos são iniciativas dos próprios campi que se propuseram a organizá-los considerando as respectivas realidades que possuem. O reitor da Unespar, professor Antonio Carlos Aleixo, argumenta que o fato de os campi garantirem que não existe necessidade de ampliação de número de professores foi condição fundamental para aceitar discutir as propostas.

“Não impedimos as proposições, porém não é prioridade da reitoria a criação de novos cursos, porque temos que criar os cursos de pós-graduação e estamos num momento ruim, de falta de recursos e falta de pessoal. Entretanto, os dois campi que apresentaram proposta de criação de dois cursos importantes – Curitiba I e Paranavaí – provaram que tem condições de implantá-los sem ampliação de despesas, com readequação de pessoal e fechamento de turnos. Desta forma, a reitoria não se opôs a levar a pauta para os Conselhos Superiores da Unespar. No caso de Paranavaí, a proposta surgiu antes de 2013, inclusive”.

Procedimentos – Após a análise e ajustes necessários seguindo as orientações das pró-reitorias envolvidas, as propostas passam pela apreciação dos conselhos de Planejamento, Administração e Finanças (CAD), de Ensino, Pesquisa e Extensão (CEPE) e, por último, do Conselho Universitário (COU). Aprovados em todas as instâncias, a efetiva criação dos cursos precisam de autorização final do governo do Estado.

Fonte: Assessoria de Comunicação Unespar

apoio

Um comentário

  1. Que ótimooooo…. o curso de direito é mesmo aguardado a muitos anos desde quando eu conclui meu curso na então Fafipa…. Será muito bem vindo . Quem sabe eu até volte aos bancos escolares….kkkk

Deixar Comentário

O seu endereço de email não será publicado.Itens necessarios estão marcados *

*