Os Correios realizam a entrega de 1,2 milhão de mercadorias por dia.(Foto Reprodução)

Correios podem deflagrar greve na próxima terça-feira

Os trabalhadores dos Correios do Paraná aprovaram um indicativo de greve para a próxima terça-feira (7), seguindo a decisão de outros 25 Estados. A diretora executiva do Sindicato dos Trabalhadores nos Correios do Paraná – Seção Maringá, Maria Izabel Peliçon, diz que os trabalhadores da regional também estão mobilizados para a greve a partir do dia 7, mas que devem ratificar a decisão em assembleia, em data a ser definida. 

Em Campo Mourão e Ponta Grossa, por exemplo, a categoria já rejeitou a proposta da empresa, de reajuste de 1,58%, que não cobre nem a inação do período, que é de 2,64%. Segunda Maria Izabel, a classe reivindica a manutenção de direitos históricos e previstos em acordo coletivo, como atendimento médico gratuito em caso de acidente de trabalho. 

Além disso, lutam contra o corte da gratificação de férias e do vale-cultura, bem como a cobrança de 5% a até 20% do vale-alimentação. Hoje o trabalhador paga 0,5%. “É um absurdo. Em detrimento do lucro e do interesse da privatização, a empresa quer nos tirar direitos históricos e garantidos em acordo. Nós sofremos e a população também”. 

Os Correios realizam a entrega de 1,2 milhão de mercadorias por dia. A estatal já perdeu 20 mil funcionários nos últimos cinco anos. A queda foi de 125,4 mil empregados em 2013 para os atuais 106 mil – corte de 15,5%. No Paraná, houve redução de 13% no quadro, passando de 6.700 funcionários (2013), para 5.609 em 2018.

 
 

Fonte: O Diário

Leave a Reply