Contos Valdir Fachini

Contos: O celular

Semana passada; não me recordo o dia, mas foi a semana passada, isso eu sei, fui ao Shopping Iguatemi comprar um celular, meu primeiro celular. Depois de muitas tentativas e desistências cheguei a “meia ponto zero” sem ter essa bendita invenção dos infernos.  Meu filho me ensinou a mexer, pelo menos tentou, porque velho pra aprender a fuçar nessas coisas ...

Ver mais »

Contos: A REZA QUE MINHA MÃE ENSINOU

A senhorita me dá o prazer dessa dança?…Assim era eu, cavalheiro e gentil, com minha calça de linho branco, camisa florida parecendo um turista americano, não existia donzela,sirigaita, mal-amada, viúva ou desquitada que me dissesse não, eu era o rei da festa, dançava tudo e com todas a noite inteira, até a lua dar até logo e o sol dizer ...

Ver mais »

Contos: PAPO VAI, PAPO VEM

      Você vai bater um papo com o capeta……..espera ai padre, não é nada disso que o senhor está pensando, não.                                        FIM      Alguns meses antes.      Diomedes ficou orfão de pai e mãe e foi morar ...

Ver mais »

CONTOS, A ANGELICAL FADINHA DA FLORESTA

Mimosa, Mimosa, onde está você? tá na hora de tirar o seu leite.     Quem está chamando a vaquinha é o seu Lindomar. Aquele bovino era praticamente parte da família daquele pobre e humilde sitiante.      Seu Lindomar, já era um velhinho, baixinho, nem preto, nem branco, cabelo minguado, banguelo, mais feio que a própria feiura, sua cônjuge ...

Ver mais »

CONTOS: A BOLINHA DE PING PONG VERMELHA

E nasce o Inácio. Conta a história que numa manhã chuvosa do mês de janeiro do ano de mil novecentos e bolinha, na maternidade Alice da Luz da cidade de Santo Antônio das Codorninhas, cidade esta, ao norte de um estado lá do norte. Veio ao mundo,  um menino que ganhou o nome de Inácio Pinto, primogênito de um casal ...

Ver mais »