Veículos oficiais não precisam parar em cancelas de pedágio, diz Tião Medeiros

Veículos oficiais do Estado, como ambulâncias, viaturas das polícias civil, militar, científica e corpo de bombeiros, não precisam parar em cancelas de praças de pedágio, prática comum atualmente. A afirmação é feita pelo presidente da Comissão de Obras Públicas Transportes e Comunicação da Assembleia Legislativa do Paraná, deputado estadual Tião Medeiros (PTB), que levou o questionamento à Agência Reguladora de Serviços Públicos Delegados de Infraestrutura do Paraná (Agepar), órgão responsável pela fiscalização dos serviços de infraestrutura concedidos do Executivo.

A Agência confirmou em ofício a afirmação do parlamentar sobre a necessidade de gratuidade à veículos oficiais do Estado em serviços do tipo “sem parar” nos pedágios do Paraná. No final do ano passado, Tião Medeiros encaminhou à Agência um requerimento afirmando que a extensão da gratuidade é necessária para melhorar os serviços.

Em resposta aos questionamentos do deputado, a Agepar afirmou que a extensão da gratuidade aos veículos isentos é contemplada com pista livre (tipo de pista não pedagiada, utilizada para o tráfego de veículos isentos, como ambulâncias, carros de polícia, entre outros). “De acordo com Agência, atualmente as empresas concessionárias não estão atendendo este dispositivo. Por isso nosso questionamento vai levar a Agepar determinar ao Poder Concedente e Concessionárias que providencie uma solução alternativa que atenda o previsto contratualmente”, comemora o deputado.

“Queremos que a determinação seja cumprida, com gratuidade e mais agilidade na liberação nas cabines de veículos oficiais do Estado. Hoje temos meios de fazer essa identificação nas cancelas automáticas, tornando mais ágil o tráfego de ambulâncias, viaturas das polícias civil, militar, científica e corpo de bombeiros”, explica Tião Medeiros.

Fonte: Assessoria de imprensa.

Deixar Comentário

O seu endereço de email não será publicado.Itens necessarios estão marcados *

*