Reunião mensal da Diretoria da Aciap contou com a participação do secretário de Proteção à Vida, Airton de Melo Gonçalves, e do Diretor da Guarda Municipal, Rogério Clemente.

Secretário diz que Guarda Municipal contribui com a segurança de Paranavaí

Após 8 meses da instituição da Guarda Municipal em Paranavaí, parte da população ainda tem dúvidas sobre a atuação dos guardas na cidade.
Procurando esclarecer dúvidas e informar os cidadãos, comerciantes e líderes de Paranavaí, a reunião mensal da Diretoria da Associação Comercial de Paranavaí (Aciap), realizada nesta terça, contou com a participação do secretário de Proteção à Vida, Patrimônio Público e Trânsito, Airton de Melo Gonçalves, e do Diretor da GM, Rogério Clemente, que explicaram as funções da guarda e apontaram os avanços desde o início dos trabalhos.
Para  Airton Gonçalves, a Guarda Municipal veio para contribuir com a segurança pública de Paranavaí, sendo mais uma ferramenta para ajudar a população.
“É inegável mediante inúmeros atendimentos o quanto os guardas fizeram bem a cidade, ajudando os policiais (civis e militares) em seu trabalho diário. Um dos principais enfoques é a proteção aos prédios públicos, mas as patrulhas não são limitadas a esse tipo de situação”, disse.
Airton de Melo Gonçalves lembrou que com base na Lei Federal 13.022/2014, os guardas também podem atuar no trânsito. “Eles não são designados para aplicarem multas, mas no decorrer das patrulhas diárias eles identificam muitas infrações, e como são amparados por lei, as cumprem rigorosamente. Temos costumes em nossa cidade que são prejudiciais: vários motoristas estacionam em cima das calçadas e não respeitam as leis de trânsito no período noturno. Como os agentes de trânsito trabalham em expediente comercial, a noite muitos se aproveitam. São muitas transgressões, mas a Guarda trabalha 24 horas por dia e está atuando para coibir qualquer infração. Não é o nosso principal foco, mas não podemos fechar os olhos e deixar infratores agirem normalmente”, explicou Melo.
Além de relatar o que a Guarda Municipal já fez pela cidade, Melo afirmou que a secretaria já trabalha para organizar os serviços na próxima gestão.
“Temos projetos para um futuro próximo e estamos deixando tudo documentado para que a equipe do próximo prefeito possa executar aquilo que não tivemos tempo de fazer. Trabalhamos com a possibilidade do aumento do efetivo para 50 guardas até o final da próxima gestão e a fixação de três módulos em parceria com a Polícia Militar. Também estudamos a instalação de radares móveis em alguns sinaleiros, mas precisamos de recursos e tempo, coisa que não temos mais. Deixaremos tudo organizado para a próxima administração”, frisou.
O vice-presidente do Conselho Comunitário de Segurança, Cláudio Miguel de Souza, enfatizou que não existe indústria de multas e sim o sentimento de impunidade.
“A população não consegue entender a necessidade de respeitar as regras e leis de trânsito. Se todos respeitassem os limites, ninguém tomaria multa. O raciocínio é simples, mas infelizmente nem todos conseguem entender. O trabalho da guarda tem sido exemplar e esperamos que continue assim”, disse Cláudio de Souza.
Além dos assuntos abordados, o Conselho Comunitário de Segurança entregou ao secretário de Proteção à Vida, Patrimônio Público e Trânsito, quatro capacetes para serem usados pelos guardas nas patrulhas diárias feitas com as motos.


Fonte: Jornal Diario do Noroeste.

sampaio

Deixar Comentário

O seu endereço de email não será publicado.Itens necessarios estão marcados *

*