Estande da empresa também apresenta aos visitantes, por meio de maquetes, o funcionamento de uma Estação de Tratamento de Água e de um sistema Biodigestor

Sanepar aborda separação de lixo reciclável na ExpoParanavaí

A Companhia de Saneamento do Paraná (Sanepar) está na 46ª edição da ExpoParanavaí, que ocorre até o dia 12 de março, em Paranavaí. A Empresa montou um estande para divulgar seus serviços, o aplicativo Mobile Sanepar e promover a educação socioambiental.
Entre as atrações deste ano no estande está a esteira de separação de material reciclável, que reforça a importância das pessoas separarem corretamente os resíduos gerados em suas residências e empresas. Também há maquetes que mostram o funcionamento de uma Estação de Tratamento de Água e de um Biodigestor, sistema individual de tratamento de esgoto que está sendo implantado em residências localizadas na Área de Proteção Ambiental (APA) do Ribeirão Araras.
Para o gerente da Sanepar na região de Paranavaí, Arnaldo Rech, a participação da Sanepar na exposição já é tradição. “Buscamos sempre abordar em nossos espaços na feira temas ligados à preservação ambiental, com objetivo de que as pessoas sejam sensibilizadas para a proteção dos mananciais de abastecimento”, destacou Rech.
APLICATIVO – Durante a feira agropecuária a Companhia também está divulgando o Mobile Sanepar, um aplicativo compatível com os sistemas operacionais Android e iOS e que pode ser baixado nas lojas Google Play Store e App Store. Desde que foi lançado, em outubro de 2016, o aplicativo já teve mais de 10.000 acessos e pode ser usado em tablets e celulares.
Por meio do Mobile Sanepar o cliente pode atualizar cadastro, solicitar outra data de vencimento ou a entrega da conta em outro endereço, localizar centrais de relacionamento e locais credenciados para pagamento da conta. 
Ele também pode obter código para pagamento, consultar informações sobre pagamentos efetuados, débitos, leitura e consumo e ainda verificar falta d’água, solicitar serviços de conserto de cavalete e de verificação da qualidade da água. (
 
Texto: Marcos Silva, ass./sanepar)
 
 
 
 
Fonte: Jornal Diário do Noroeste
 
 

Deixar Comentário

O seu endereço de email não será publicado.Itens necessarios estão marcados *

*