Imagem divulgação

Regional confirma primeiro caso de dengue em 2018

A 14ª Regional de Saúde registrou o primeiro caso de dengue no Extremo-Noroeste em 2018. Trata-se de um paciente de Santa Isabel do Ivaí, notificado na semana passada. Há também quatro casos suspeitos com resultados de exame ainda pendentes. Dois deles são de Paranavaí.
Embora preocupante por causa da circulação do vírus, a situação tem se mostrado mais tranquila nos últimos anos. Em 2017, foram 78 pacientes com a doença nos 28 municípios que compõem a Amunpar (Associação dos Municípios do Noroeste Paranaense). Uma situação que nem de longe lembra o ano de 2015, por exemplo, quando 4.130 pessoas tiveram dengue em Paranavaí e região.
Paranavaí, a maior cidade, também concentra maior número de casos. Os relatórios mostram que foram 24 pessoas com a doença em 2017. No ano anterior foram 134 casos e em 2015 um total de 348.
Para enfrentar a doença e afastar o risco de uma nova epidemia, a Regional de Saúde insiste na importância de eliminar água parada em qualquer quantidade. O descarte inadequado de lixo e entulho contribui para acumular água e, por consequência, multiplicar criadouros do mosquito Aedes aegypti, o transmissor da dengue.
Outros problemas são os vasos de plantas que acumulam água e os bebedouros de animais. Os números mostram que cerca de 70% dos focos estão nas residências. Portanto, o cuidado deve começar em casa.

 

Fonte: Diario do Noroeste

 

 

Deixar Comentário

O seu endereço de email não será publicado.Itens necessarios estão marcados *

*