Cida Gonçalves é pré candidata a prefeita pelo PTB

Quatro secretários municipais deixam seus cargos até quinta

A administração municipal de Paranavaí sofrerá quatro baixas nesta semana. São secretários que deixam suas funções para estarem aptos a disputar cargos majoritários (prefeito e vice) nas eleições de 2 de outubro. A desincompatibilização é uma exigência da legislação eleitoral.
A novidade em relação às baixas na administração é o afastamento do secretário de Desenvolvimento Econômico e Comunicação Social, Carlos Henrique Scarabelli (Kaká). Ele confirmou ao Diário do Noroeste que é pré-candidato a prefeito, elevando para três o número de pretendentes dentro do PMDB.
Scarabelli, funcionário de carreira da Prefeitura, informou que a sua decisão foi tomada na última quinta-feira em conjunto com o prefeito Rogério Lorenzetti.
Antes já haviam manifestado tal disposição o cirurgião-dentista Valdir Tetilla e o engenheiro civil Moacir Ferreira Maciel.
Aliás, Maciel é outra baixa na equipe a partir desta semana. Ele confirmou que se afasta da Secretaria de Desenvolvimento Urbano para deixar o nome à disposição entre os pré-candidatos peemedebistas. Maciel também é funcionário de carreira da Prefeitura de Paranavaí e seu substituto no cargo também sairá do quadro técnico.
A professora Aparecida Gonçalves, secretária de Educação nas duas gestões do prefeito Lorenzetti, se afasta também durante a semana para manter a pré-candidatura pelo PDT. Antes, deve participar da inauguração das reformas da Escola Getúlio Vargas. A secretária antecipa que a atual diretora pedagógica, Fátima Ferreira, responderá pela secretaria.
Independente dos desdobramentos das eleições, Aparecida Gonçalves deve voltar ao posto, visando concluir o mandato junto com a equipe do atual chefe do Poder Executivo. Cida Gonçalves espera intensificar os contatos políticos com outros partidos a partir da desincompatibilização.
A quarta baixa na administração será na Secretaria de Trânsito e Proteção à Vida. O titular, Nivaldo Aparecido Mazzin, primeiro dos secretários a se lançar ainda em 2015, defende a pré-candidatura pelo PTB.  Mazzin não fala em substituto (atribuição privativa do prefeito Lorenzetti), mas entende que pode ser um funcionário de carreira.
Neste sábado, uma reunião ajudaria a encaminhar as conversações do partido. O PTB, liderado pelo deputado estadual Tião Medeiros, tinha reunião com outras siglas da base de apoio ao governador Beto Richa. Esse conjunto inclui o PSDB, que tem os pré-candidatos a prefeito: delegado Carlos Henrique Rossato Gomes e o ex-deputado estadual Walmor Trentini.
OUTRAS SAÍDAS – Somam-se a essas baixas no Executivo, três saídas recentes do primeiro escalão. O então secretário de Esporte e Lazer e de Infraestrutura urbana, Márcio Gonçalves e Eurípedes Lemes da Silva, respectivamente, deixaram seus postos em março. São pré-candidatos a vereador.
Ainda durante o mês de março o secretário de Comunicação Social, Jorge Roberto Pereira da Silva, pediu exoneração.
CENÁRIO – Com a confirmação de afastamento dos secretários e disposição de lançarem candidaturas, o eleitor paranavaiense vê crescer a lista de eventuais postulantes.
Já estão no páreo dentre os pré-candidatos: César Alexandre dos Santos (PT), Mauricio Yamakawa (PP), Fernando Carvalho (PSB). Soma-se a esses interessados, o nome do ex-deputado estadual Antonio Teruo Kato. Ele tem reiterado que não pretende disputar, mas, é frequentemente citado por correligionários, que preferem não descartar, até por conta do histórico político de Kato, que inclui mudanças de última hora.
Outras lideranças ainda podem se apresentar, já que as convenções se estendem até o mês de agosto.
Sem contar que como acontece tradicionalmente os pequenos partidos de esquerda apresentam uma chapa alternativa. Neste grupo figuram PSTU, PSOL e PCB.

Fonte: Diário do Noroeste

aa

Deixar Comentário

O seu endereço de email não será publicado.Itens necessarios estão marcados *

*