Imagem da Internet

Polícia rastreia origem de moto usada no crime

A moto usada pelos dois jovens que mataram o arquiteto Fábio Tranin pertencia a um paranavaiense que, por sua vez, vendeu o veículo há três anos. A Honda CG Titan, encontrada abandonada na Vila City quinta-feira da semana passada, tem várias pendências administrativas.
O ex-proprietário afirmou não ter condições de saber quem é o atual dono da moto. O delegado Vagner dos Santos Malaquias informou que existem informações importantes em fase de análise juntamente com imagens captadas por câmeras de segurança.
O crime aconteceu na manhã do último dia 29 nas proximidades do Teatro Municipal. Os acusados invadiram a casa da vítima, que morava com a mãe, de 85 anos. 
O imóvel passa por reformas e o portão era mantido aberto. Os ladrões renderam os pedreiros e a mãe do arquiteto, mantidos reféns em um cômodo na parte do fundo do imóvel. Um dos acusados se dirigiu até a cozinha, momento que a vítima tentou fechar a porta e foi atingida na cabeça. 
No final da tarde de anteontem dezenas de pessoas saíram pelas ruas centrais de Paranavaí e expressaram indignação com relação ao crime e a sensação de insegurança. A manifestação teve como tema “Que mães não chorem mais”!

Fonte: Diário do Noroeste

Deixar Comentário

O seu endereço de email não será publicado.Itens necessarios estão marcados *

*