Inocente-Homem que morreu linchado não violentou crianças, aponta exame

O homem que foi linchado por vizinhos ao ser encontrado com duas crianças em um caminhão (reveja o caso AQUI e AQUI), em Paraíso do Norte, no noroeste do Paraná, não as violentou, conforme laudo do Instituto Médico-Legal divulgado na tarde da quinta-feira (25). Ele morreu em decorrência dos ferimentos na quarta-feira (24), em um hospital de Paranavaí.

Juvenal Paulino de Souza, de 58 anos, estava internado desde a terça-feira, quando aconteceu a agressão. No dia, o caminhoneiro foi encontrado pela polícia, desacordado, em uma casa em Paraíso do Norte.

“Eu acho que eles tinham que ter chamado a autoridade, e a autoridade resolvia isso, né? Não com as próprias mãos. Acho que não pode ser assim”, comenta o aposentado Idaiso da Silva, morador do município.

O delegado Clovis Papa, responsável pelo caso, afirma que investiga quem são as pessoas que agrediram o caminhoneiro. Elas vão responder por homicídio doloso (quando há a intenção de matar).

“Pensamos que a intenção deles era matar a pessoa. Inicialmente, não tinha conseguido. Mas, posteriormente, no hospital, ele faleceu”, explica Papa.

Assista a reportagem completa.

Fonte: G1 Norte e Noroeste

parceiros 01

Um comentário

  1. só não abusou porque o pessoal chegou na hora, a mídia gosta de contrariar né!

Deixar Comentário

O seu endereço de email não será publicado.Itens necessarios estão marcados *

*