Imagem da Internet

Final de semana terá chuva em vários momentos, prevê Simepar

O final de semana será marcado por chuva em vários momentos na região de Paranavaí. A previsão é do Sistema Meteorológico do Paraná (Simepar).
Conforme o instituto, hoje o céu permanece parcialmente nublado com chuvas e trovoadas a partir da tarde, com temperatura entre 20ºC e 31ºC.
No sábado, o cenário será parecido, com tempo parcialmente nublado com chuvas e trovoadas a qualquer momento. 
Já no domingo, previsão de chuvas e trovoadas durante a madrugada. Ainda conforme o instituto, a semana vai começar com mais chuva. Na segunda-feira, também estão previstas pancadas de chuva e trovoadas com temperatura entre 20ºC e 30ºC.
Confirmando as chuvas dos próximos dias, será o fim da estiagem que dura mais de 30 dias em Paranavaí e região. Neste mês de setembro não choveu ainda. A média mensal é de 150 milímetros. Nesta semana o céu chegou a ficar nublado, mas houve apenas um chuvisco breve na segunda-feira. 
A umidade relativa do ar, que estava muito baixa, atingindo mínima de 24,3% na semana passada, melhorou. Ontem estava em 50%. O estado de atenção se caracteriza quando a umidade fica abaixo dos 30%.
Com uma estiagem tão prolongada, a agricultura é atingida diretamente. Na região de Paranavaí, o plantio do milho safra verão está atrasado. Não há muitos reflexos econômicos porque se trata de uma pequena área, algo em torno de 2.500 hectares, muito aquém do milho safrinha, cuja a área total supera 32 mil hectares. O milho pode ser plantado até o próximo mês, mas precisa chover.  
Também o plantio da mandioca está atrasado. Restam ainda cerca de 20% da área de 26 mil hectares previstos para a safra 2018. O solo muito compactado por causa da seca atrapalha também a colheita, impulsionada nos últimos meses por causa dos bons preços, na casa de R$ 550,00 a tonelada.
Por fim, a estiagem também pode ter reflexos na pecuária, já que a pastagem está muito castigada pela falta de chuva. Este é apenas um dos fatores que repercutem no preço da carne. Atualmente a arroba do boi gordo está na casa dos R$ 145,00. 
A oferta do produto diminuiu, mas, o varejo também está retraído por conta da crise econômica e outros fatores como a  “Operação Carne Fraca”, do mês de março. Ainda é cedo para quantificar, mas a laranja e o café também podem sofrer os reflexos da falta de chuva. 
As avaliações foram feitas nesta semana, a pedido do Diário do Noroeste, pelo pesquisador do Departamento de Economia Rural – Deral, Ênio Luiz Debarba.

Fonte: Diário do Noroeste

Deixar Comentário

O seu endereço de email não será publicado.Itens necessarios estão marcados *

*