Gado de argola

Expo resgata tradição de apresentar animais de alta qualidade genética

Seguindo sua política de fazer da exposição agropecuária uma Feira de Negócios e não seguir a tendência de ser apenas um evento de show e entretenimento, a diretoria da Sociedade Rural do Noroeste do Paraná (SRNP) resgatou a maior tradição da ExpoParanavaí: lotar seus pavilhões com gado de alta qualidade genética. “Em 2016 já conseguimos voltar com o gado Nelore. E este ano talvez até falte argola (onde o gado é preso no Pavilhão)”, diz o diretor Reinaldo Reis Cerqueira, do Departamento de Bovinocultura de Corte e Melhoramento Genético da SRNP.

Antes da atual diretoria, o gado praticamente desapareceu das feiras agropecuárias. “Nós já temos cerca de 300 animais da raça Nelore confirmados. E o gado de leite já está no pavilhão. São Mais 150 a 200 cabeças”, informa Cerqueira.

Os animais começaram a chegar e ser alojados nos pavilhões do Parque de Exposições já na sexta-feira (3), quando foi aberta a 46ª ExpoParanavaí. Na próxima quinta-feira, dia 9, quando começam os julgamentos e premiação do Nelore e das raças leiteiras, todos os pavilhões devem estar completamente lotados de animais selecionados. “Estamos voltando aos melhores tempos das exposições no que se refere a um dos principais objetivos da Sociedade Rural, que é a melhoria genética do plantel bovino da região, através de exposições, julgamentos e leilões”, avalia o diretor, para quem era um paradoxo a tímida participação da pecuária nas feiras, já que Paranavaí é polo da atividade e possui o segundo maior plantel bovino do Paraná.

LEILÃO – Na quinta-feira, dia 9, acontecerá no Recinto Felício Jorge o Leilão Grandes Criadores Antonio Grisi Filho, homenageando o saudoso nelorista proprietário da Fazenda Santa Nice, que fez quatro grandes campeões em Uberaba-MG.

Segundo Reinaldo Cerqueira, neste leilão serão levados à remate 10 animais presenciais e outras 150 matrizes funcionais da Fazenda Santa Nice em plataforma virtual (será apresentado um vídeo dos animais). O leilão será transmitido pelo Canal Rural, entre 21h e meia-noite.

A expectativa é que a comercialização deste leilão, que tem a participação e apoio da Associação dos Neloristas do Paraná (ANEL-PR), através de seu presidente Raphael Zoller, atinja R$ 1 milhão pela qualidade dos animais. “Além disso, é quase uma novidade, já que há vários anos a Rural não realizava leilões de elite. Vamos retomar esta prática, que é muito importante para a melhoria genética do rebanho bovino regional”, diz Reis de Cerqueira.

Fonte: Assessoria de imprensa

 

Deixar Comentário

O seu endereço de email não será publicado.Itens necessarios estão marcados *

*