Dom Geremias pede apoio à Lei que proíbe extração por fracking

No início do mês, a população de Paranavaí se mobilizou e lotou a Câmara Municipal para apoiarem o Projeto de Lei nº 105/2016, que visa proibir a concessão de alvarás e licenças para uso do solo, tráfego de veículos, entre outros, pelo fracking, tecnologia poluente utilizada para a extração do gás de xisto.
Ontem, Dom Geremias, Bispo Diocesano de Paranavaí, esteve no gabinete do prefeito Rogério Lorenzetti para pedir apoio ao veto do método.
O fracking ocorre por meio de um processo de perfuração e injeção de água e produtos tóxicos no solo, que elevam a pressão e rompem as rochas, fazendo com que o gás natural seja liberado.
O Bispo afirmou que a preocupação não é apenas de Paranavaí, mas de todo o Estado, e principalmente da região noroeste.
“Queremos trabalhar com a conscientização sobre o perigo que o ato significa para uma região. Estudos demonstram que áreas que utilizaram o serviço já foram destruídas, criando fontes de contaminação na superfície e no subsolo, e por isso, viemos até o gabinete para conversar e pedir o apoio do prefeito a esta causa”, explicou Dom Geremias.
“Vamos aguardar a decisão da Câmara e ver se precisaremos mexer em algum aspecto por aqui. Existe uma divergência se o Executivo deve fazer uma lei, mas estamos analisando tudo. Independente de quem faça a lei, somos favoráveis pelos argumentos apresentados pelo Bispo para defender esse assunto. Ainda aguardamos a parte técnica, constitucional e jurídica ser verificada para não deixarmos margens. Precisamos e vamos defender sempre o meio ambiente”, disse Lorenzetti.

Fonte: SECOM

sampaio

Deixar Comentário

O seu endereço de email não será publicado.Itens necessarios estão marcados *

*