Imagem Ilustrativa

Demissão em massa em Cooperativa de Goioerê deixa 87 funcionários desempregados

Os funcionários da Fiação da Coamo em Goioerê foram pegos de surpresa na manhã desta segunda-feira, quando foi anunciado o fechamento da indústria e a demissão de todos os 87 funcionários. A rescisão do contrato deverá ser feita nos próximos dias.

O presidente da Coamo, Haroldo Galassini, esteve em Goioerê na manhã desta segunda-feira, quando anunciou o fechamento da unidade, e se reuniu com o prefeito Beto Costa para explicar os motivos do fechamento.

Em nota, a Coamo culpa a crise econômica, que afetou todo o setor têxtil, pelo fechamento da Fiação em Goioerê. Conforme a cooperativa, foram feitos esforços para manter a viabilidade econômica da fiação, como a unificação de turnos, mas os constantes aumentos da energia elétrica e a elevação de impostos tornam a atividade inviável.

Ao todo foram demitidos 87 funcionários, sendo que permaneceram na unidade apenas aqueles ligados à Comissão de Prevenção e Acidentes e os vinculados à diretoria do sindicato da categoria. Em janeiro a Coamo já havia demitido 55 funcionários da Fiação.

A Fiação foi inaugurada em setembro de 1986, pela estão Cooperativa Coagel, que passou para a Coamo em 2007.

Fonte: GoioNews

parceiros 01

Deixar Comentário

O seu endereço de email não será publicado.Itens necessarios estão marcados *

*