Com sede em novo local, PRF pede que motoristas respeitem o limite de velocidade

Os motoristas não estão sendo prudentes e desrespeitam o limite de 40 quilômetros horários ao passar na frente do novo posto da Polícia Rodoviária Federal (PRF), na BR-376, na região de Paranavaí. 
A nova sede funciona provisoriamente em contêineres, no quilômetro 117 da BR-376, próximo a Alto Paraná. Os policiais alertam que vão multar quem não seguir as regras. Quem for multado perderá cinco pontos na carteira de habilitação e terá de pagar multa de R$ 195.
Várias placas de sinalização foram instaladas indicando os limites de velocidade no novo local. A PRF teve sua sede transferida por causa das obras de  duplicação da BR-376, entre Nova Esperança a Paranavaí. 
O funcionamento da sede de forma provisória deve ocorrer até o mês de fevereiro, informou o policial Wilson Martines. A nova estrutura que está sendo construída será moderna e funcional, diz o policial.
“Atenderá todas as necessidades. A pista será coberta nos dois sentidos e isso facilitará as abordagens que poderão acontecer a todo o momento. Não importará se estiver chovendo ou fazendo sol. Sem dúvidas será um ganho para a segurança”, disse Martines.
ATENDE A NECESSIDADE – Os dois contêineres usados provisoriamente atendem as necessidades dos policiais. Um deles é usado como depósito e o outro como escritório. 
“Para a população, nesse período em que acontece a construção, não mudará nada o atendimento. Quem necessitar pode ir até a sede provisória que será atendido. O transtorno maior é para os policiais, mas isso será compensado com a nova estrutura que será melhor”, revelou Martines.
MUDANÇA ESTRATÉGICA – A nova sede da PRF ficará em um local estratégico. De acordo com Martines, o antigo local já estava em uma área urbana e isso atrapalhava em eventuais deslocamentos. 
O posto da PRF que funcionará entre Paranavaí e Alto Paraná atende a área abrangida desde a praça do pedágio de Presidente Castelo Branco até a barranca do Rio Paraná, no Porto São José. Esse percurso da BR-376 tem grande movimentação de caminhões e é rota de acesso à barranca de rios onde existem diversos condomínios usados por turistas. 
Antes de servir de base para a Polícia Rodoviária Federal, o posto, que foi demolido no início da tarde de sexta-feira (29), abrigou por vários anos a Polícia Rodoviária Estadual (PRE). Há cerca de nove anos, com a vinda da PRF, a corporação estadual foi transferida para Tamboara.

Fonte: Diário do Noroeste

Deixar Comentário

O seu endereço de email não será publicado.Itens necessarios estão marcados *

*