Imagem da Internet

Classe dos Bancários negocia as chamadas cláusulas sociais

O mês de setembro marca a data-base dos bancários, mês em que a categoria negocia aumento salarial e outros benefícios. Também o período ficou caracterizado nos últimos anos pela greve, que se repetiu por mais de uma década e quase sempre avançou para o mês de outubro. 
Neste ano de 2017, porém, não haverá greve. O motivo é simples: o reajuste salarial foi definido no ano passado para dois anos consecutivos, quando da greve da categoria que começou em setembro e se estendeu até 07 de outubro de 2016. 
Na oportunidade a categoria conseguiu aumento de 8%, com ganho real de 1%. Sem contar majorações acima da inflação em auxílios tais como vale alimentação.  
Porém, o acordo que evitou a greve neste ano, não encerra a negociação. Integrante do Sindicato dos Bancários de Paranavaí e Região, Neil Emídio Júnior explica que estão acontecendo as mesas de negociação das chamadas cláusulas sociais.
Na semana passada ele esteve em São Paulo numa rodada de negociação. A categoria debate questões como acessibilidade, emprego, postos de trabalho para pessoas com deficiência, entre outros. Há o compromisso das partes de avançar nestes quesitos, a princípio, sem paralisações, informa Emídio Júnior.

Fonte: Diário do Noroeste

Deixar Comentário

O seu endereço de email não será publicado.Itens necessarios estão marcados *

*