Caso confirmado de Zika em Tapejara e suspeita em Cianorte deixa região em alerta, veja os detalhes

A 13ª Regional de Saúde, com sede em Cianorte, confirmou na quarta-feira, 6, a ocorrência do primeiro caso de Zika vírus da região Noroeste. Uma paciente de Tapejara contraiu a doença durante viagem a Alagoas. Outros três casos são monitorados no município.
A confirmação do caso será publicada no próximo Relatório Semanal de Situação de Dengue, Chikungunya e Zika vírus do Estado.

No final do último mês de dezembro a equipe do Programa de Combate à Dengue de Cianorte, durante as vistorias e orientações realizadas no município, detectou um possível caso de Zíka Vírus.

A pessoa supostamente infectada teria contraído a doença em outra cidade, mas a preocupação na comunidade é muito grande por causa da grande proliferação do mosquito Aedes aegypti na região onde o caso foi registrado.

A suspeita do caso partiu dos sintomas apresentados e do histórico de proximidade com outros indivíduos também infectados pelo mosquito. “Ainda não é possível confirmar a doença porque os exames demoram um certo tempo para ficarem prontos. Mas frente a essa possibilidade, nós precisávamos agir rápido realizando o bloqueio do local e fazendo a investigação”, salienta a supervisora Vera Fusisawa.

Após as coletas para testes, os focos do mosquito foram destruídos e os moradores da redondeza orientados quanto aos possíveis sintomas.

O Zika Virus é transmitido pelo mosquito da dengue e vem causando uma mobilização muito grande por já ter provocado mais de três mil casos de microcefalia em crianças, depois de as mães terem contraído a doença durante a gestação, e de ser o responsável por doenças degenerativas em adultos.

Fonte Umuarama 24h

adm

Deixar Comentário

O seu endereço de email não será publicado.Itens necessarios estão marcados *

*