Em reunião da diretoria da ACIAP, terça-feira (9/8), a presidente da cooperativa fala dos investimentos.

ACIAP – Unimed poderá investir quase R$ 14 milhões em Paranavaí

Na reunião da diretoria daAssociação Comercial e Empresarial de Paranavaí, terça-feira, (9) a conselheira Maria Angélica Ayres de Alencar Arrais (foto), que é presidente da Unimed local, anunciou que a cooperativa de trabalho médico estuda a viabilidade de investir cerca de R$ 12 milhões para ampliar sua unidade hospitalar na cidade. No momento, a Unimed faz um estudo de viabilidade econômica do investimento.

O objeto principal do estudo é para aquisição de terrenos para a ampliação do hospital. O objetivo é viabilizar a aquisição de uma área anexa ao endereço atual, na Rua Luiz Spigolon, 1901, permitindo a ampliação da unidade.

Além disso, a médica revelou que a diretoria avalia um pedido de parceria para a construção de uma nova UTI, com 13 leitos, na Santa Casa de Paranavaí. O pedido já começou a ser analisado e a diretoria pediu mais informações para a tomada de decisão.

Além destes dois investimentos, a Unimed local inaugura em meados de setembro o seu Unicentro, um ambulatório de especialidades que contará com serviços de pediatria, ginecologia e obstetrícia, ortopedia, clínica médica e endocrinologia. O serviço atenderá inicialmente 14 às 20 horas. Para a implantação do Unicentro, o imóvel, na Rua Edson Martins, entre a Rua Pernambuco e a Avenida Parigot de Souza, passou por reforma e adequação e exigiu investimentos de quase R$ 300 mil.

Para a diretoria da ACIAP, todo investimento na cidade é muito bem vindo. “Os empregos começam a ser gerados já na construção civil e depois nos serviços oferecidos. Isto representa mais recursos circulando na cidade, beneficiando toda a economia local. Estamos torcendo para que sejam viabilizados todos os investimentos”, diz o presidente da Associação, João Roberto Viotto.

Para ele, estes investimentos contribuem para que Paranavaí se consolide como um pólo regional em saúde. “Sabemos que parte da evasão de consumidores deve-se a busca por serviços de saúde em outros centros. Portanto, quando mais serviços de saúde aqui, melhor para a nossa economia”, avalia João Roberto.

Deixar Comentário

O seu endereço de email não será publicado.Itens necessarios estão marcados *

*