76 toneladas de drogas apreendidas em 9 meses no Paraná

 

De janeiro a setembro de 2015, as polícias do Paraná apreenderam 76,7 toneladas de drogas, uma média de 8,5 toneladas por mês. O resultado mostra crescimento de 11% na quantidade de drogas retiradas da rua em comparação ao mesmo período do ano anterior, quando 68,7 toneladas de drogas foram tiradas de circulação.

Nos nove primeiros meses deste ano foram apreendidas 73,8 toneladas de maconha; 1,4 tonelada de cocaína; 1,4 tonelada de crack; 26.171 comprimidos de ecstasy e 5.736 pontos de LSD, em todo o Paraná. Os dados são do Relatório da Secretaria da Segurança Pública e Administração Penitenciária.

Para o secretário Wagner Mesquita, o alto número de apreensões é resultado da consolidação dos setores de inteligência das polícias. “é consequência do trabalho de fortalecimento do Departamento de Inteligência e dos setores equivalentes das polícias Civil e Militar, que trocam informações operacionais e posicionam melhor os policiais, tanto na prevenção e fiscalização, quanto no combate ao crime organizado”, afirmou Mesquita.

APREENSÕES

Entre as grandes ações feitas nos nove primeiros meses de 2015 está a apreensão de 1,4 tonelada de maconha em junho deste ano no Noroeste do Estado. Policiais da 3ª companhia do Batalhão de Polícia Rodoviária (BPRv) apreenderam a droga, que estava dividida em 1.624 mil tabletes em um fundo falso na carroceria de um caminhão.

Outra grande operação, realizada um mês depois, resultou na apreensão de 821 kg de maconha em Medianeira, Oeste do Estado. Policiais da Rondas Ostensivas Tático Móvel encontraram a droga dentro de veículos furtados. Uma pessoa foi presa.

Ainda em julho, foram localizados 788 kg de maconha em São Miguel do Iguaçu. Outra interceptação ocorreu no mesmo mês, quando o Batalhão de Polícia Ambiental de Foz do Iguaçu encontrou 707 quilos de maconha no interior de um veículo clonado, que havia sido roubado em São Paulo.

Além destas apreensões, foi registrada a operação da Divisão Estadual de Narcóticos (Denarc), que tirou de circulação, em parceria com a Polícia Rodoviária Federal, 700 quilos de maconha em Tijucas do Sul.

Em outro trabalho desenvolvido por equipes da Polícia Civil, 500 quilos de maconha foram recolhidos na região Oeste do Estado por policiais do Núcleo Cascavel e Foz do Iguaçu da Denarc.

“A Polícia Civil tem buscado várias formas de aumentar e melhorar a repressão qualificada ao tráfico de drogas, destacadamente na fronteira e nas subdivisões de fronteira. Os núcleos da Denarc têm atuado com muito rigor”, comentou o delegado-geral da Polícia Civil, Julio Reis.
Ele também afirmou que o aumento no número de drogas apreendidas resulta em diminuição nos índices de homicídios. “Em 2015 foi registrado o menor índice de homicídios dos últimos seis anos e devemos isto também a esta repressão qualificada ao tráfico de drogas no Paraná”, explicou.

O delegado-titular da Denarc, Riad Farhat, considera o aumento de apreensões um avanço para o Paraná. “Isso ocorreu por conta de investimentos em tecnologias de investigação, por parte do Governo do Estado, e principalmente por empenho dos nossos investigadores e delegados, que se dedicam ao trabalho”, explicou Farhat.

nivaldo santos

Fonte Paraná Portal

Deixar Comentário

O seu endereço de email não será publicado.Itens necessarios estão marcados *

*